Eike Batista: Justiça ou Decadência, o que nos alegra?

Com certeza você já se deparou com uma notícia a respeito desse ex-bilionário brasileiro, principalmente nessa semana, em que ele foi preso por acusação de pagamento de propina ao ex-governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral.

Muitos foram os que se levantaram para se manifestarem a favor da prisão, e outros para defendê-lo, pelo o que fez pelo país através dos seus grandes empreendimentos.

Mas o assunto que eu gostaria que você refletisse é o exposto no título desse texto. O que te alegra mediante essa notícia? Estamos felizes porque um homem que descumpriu a lei está pagando por isso, independente do seu poder, ou porque alguém que tinha mais que a gente agora tem menos?

Devemos observar como cristãos o sentimento que está em nossos corações. Devemos ser sujeitos as leis humanas, obedecê-las, por isso quando a justiça humana é feita, podemos nos alegrar. Isso é o que vemos na carta do apóstolo Paulo aos romanos, confira:

Romanos 13.1-7
1 Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas.
2 Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos.
3 Pois os governantes não devem ser temidos, a não ser pelos que praticam o mal. Você quer viver livre do medo da autoridade? Pratique o bem, e ela o enaltecerá.
4 Pois é serva de Deus para o seu bem. Mas se você praticar o mal, tenha medo, pois ela não porta a espada sem motivo. É serva de Deus, agente da justiça para punir quem pratica o mal.
5 Portanto, é necessário que sejamos submissos às autoridades, não apenas por causa da possibilidade de uma punição, mas também por questão de consciência.
6 É por isso também que vocês pagam imposto, pois as autoridades estão a serviço de Deus, sempre dedicadas a esse trabalho.
7 Dêem a cada um o que lhe é devido: Se imposto, imposto; se tributo, tributo; se temor, temor; se honra, honra.

Por outro lado, se o que nos tornar satisfeitos nessa situação é o fato da decadência de um alguém, isso é um grave erro. A derrota ou fracasso de uma pessoa não deve ser motivo de alegria, felicidade em nossos corações. Se nos satisfazemos ao ver um homem que tinha mais, agora ter menos, nós somos iguais ou piores que ele.

Paulo, mais uma vez aos romanos, ao falar de amor ao próximo nos ensina como nos portar:

Romanos 12:9-15
9 O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem.
10 Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.
11 Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor;
12 Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;
13 Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade;
14 Abençoai aos que vos perseguem, abençoai, e não amaldiçoeis.
15 Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram;
Devemos olhar as pessoas como pessoas. Ver que por trás de um homem existe um pai, um filho. Ver que por trás de uma mulher existe uma amiga, uma mãe, uma filha, pessoas que são importantes para pessoas.

“Chorai com os que choram.”

Vamos ser melhores!

A esperança para o mundo deve estar em nós.

Que haja justiça, mas também, que haja amor.

Seja o amor que o mundo precisa. E lembremo-nos que juntamente ao amor deve sempre existir a Verdade.

Que Deus seja maior!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s