Moisés, Martin Luther King Jr., Nós e a Promessa Da Glória

Um pouco peculiar este tema, porém existe uma relação entre esses personagens, nós e aquilo que haverá de vir, a Promessa da Glória.

“E o Senhor falou a Moisés e a Arão na terra do Egito, dizendo:” – Êxodo 12.1

“E os filhos de Israel foram e fizeram como o Senhor ordenara a Moisés e Arão, assim o fizeram” – Êxodo 12.27

  • A data foi marcada;
  • O evento estabelecido;
  • O Cordeiro a ser sacrificado, como também a forma e o modo de preparo;
  • Pães ázimos (sem fermento), o complemento, e ervas amargas;
  • O sangue a ser derramado;
  • Casas a serem “pintadas de vermelho” da forma e ordem pré-ordenada;
  • O que vestir e como se posicionar neste dia;
  • O espírito da morte virá;
  • A bendita, maravilhosa, e terrivelmente praga final chegará;
  • A morte dos primogênitos;
  • A Aliança;
  • A Páscoa do Senhor.
  • A libertação.

Os pontos acima são praticamente o que se descreve no intervalo das passagens anteriormente citadas. [Leia: Êxodo 12.2-28]

Porém, olhe que interessante. Deus em sua SOBERANIA está afirmando:

” […], o Deus que dá vida aos mortos e chama à existência coisas que não existem, como se existissem.” – Romanos 4.17 – NVI

Ainda que estivessem no Egito, ainda sujeitos a Faraó, ainda sob a covardia da escravidão, ainda sem leite e mel, ainda sem ver a Terra Prometida, havia uma promessa. E, para Deus, PROMESSA É REALIDADE! Ao passo que pouco importa o estado atual, o plano de Deus, excelso e absoluto, já está concluído.

“Eles estavam no Egito, mas não eram do Egito”.

Deus mostra futuras comemorações ao seu povo, ressaltando em suas consciências a certeza da autoridade do Senhor, mesmo que ainda não vissem.

Pr. Martin Luther King Jr. (1929-1968) tem algo importante que podemos destacar. Não quero fazer uma biografia dele, pois não tenho intenção de me delongar e nem de me arriscar em omitir alguma excelência desse homem abençoado.

“Ele vivia aqui (Egito), mas não era daqui (Egito)”

“Isto, porém, vos digo, irmãos, que o tempo se abrevia; o que resta é que também os que têm mulheres sejam como se não as tivessem; E os que choram, como se não chorassem; e os que folgam,como se não folgassem; e os que compram,como se não possuíssem; E os que usam deste mundo, como se dele não abusassem, porque a aparência deste mundo passa.” – 1 Coríntios 7.29-31

Este pastor batista, defensor dos direitos civis, lutava contra o racismo, ansiava pela igualdade de todos. Infelizmente não viveu o suficiente para ver seus sonhos se realizarem. Muito menos viveu confortavelmente, no âmbito social. Mas, tinha a certeza em Deus e na Sua soberania divina. [Assista o vídeo no fim do post como complemento]

E nós, temos essa certeza?

E Deus? Será que Ele mudou? A resposta é NÃO!

“Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.” – Hebreus 13: 8

Então, assim como Moisés e Martin Luther King Jr, ambos viviam nas palavras de Jonathan Edwards: “[…] com os olhos na eternidade”. Seus princípios eram eternos e absolutos, suas vidas pertencentes a Deus. Ambos passaram por dificuldades, por perseguições, por provações em diversas áreas de suas vidas. Mas, creram na Promessa, no firme e profundo fundamento que é a fé. Por fim, viram a Glória.

Além da Glória da libertação do povo do Egito e da Glória do povo esclarecido e entendido do seus direitos e deveres, ambos viram a principal Glória, a face de Deus.

Hoje, a economia está abalada e a Pandemia continua avançando, sem mencionar suas respectivas ramificações. Porém, podemos viver de uma forma distinta, olhando além da crise.

“Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.”

2 Coríntios 4: 17-18

Moisés não viu a Terra Prometida, nem Martin Luther King Jr viu os negros vivendo como deveriam, usufruindo de direitos e igualdade. Entretanto, o povo adentrou a Terra Prometida. E, os negros, com seus direitos assistidos, contemplaram um marco na história mundial.

Reflita, e veja a Glória.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s